Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


20 DOS NOVOS MIRADOUROS DE LISBOA

por Mäyjo, em 21.04.15

20 dos miradouros esquecidos de Lisboa

1.Miradouro de Telheiras

2.Miradouro dos Montes Claros

3.Alameda dos Pinheiros

4.Miradouro do Palacete da Rua das Flores

5.Miradouro das Mónicas

6.Miradouro do Centro de Escritórios das Amoreiras

7.Miradouro da CP

8.Miradouro da Colina de Santana

9.Miradouro do Jardim Botânico da Ajuda

10.Miradouro do Alto de São João

11.Miradouro do Alto do Restelo

12.Miradouro da Ponte ao Longe

13.Miradouro do Urso

14.Miradouro do Alto da Serafina

15.Miradouro da Capela de São Jerónimo

16.Pano de Boca, Bairro Azul

17.Terraço do SAMS

18.Miradouro da Dina

19.Varanda do El Corte Inglés

20.Miradouro do Arco da Rua Augusta

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

Visto de cima

por Mäyjo, em 21.04.15

Port Newark Container Terminal

Newark, New Jersey, USA.jpg

Newark, New Jersey, USA

40°40′54″N 74°09′02″W

 

Os contentores são empilhados no Newark Container Terminal Portuário em Newark, New Jersey, EUA.

A instalação maciça lida com mais de 600 mil contentores por ano e começou projetos de expansão que vão aumentar a capacidade anual para 1,1 milhões de contentores em 2030.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41

PROGRAMA DE PARTILHA DE BICICLETAS DE COPENHAGA A 10 DIAS DE TERMINAR

por Mäyjo, em 21.04.15

Gobike, o flop de Copenhaga

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38

Visto de cima: plantas das cidades

por Mäyjo, em 21.04.15

Plaça de Tetuan

Barcelona, Spain.jpg

Eixample District, Barcelona, Spain

41.394921°N 2.175507°E

 

Plaça de Tetuan é uma grande praça localizada no bairro Eixample de Barcelona, em Espanha.

A área caracterizada pelo seu rigoroso padrão de grade, interseções octogonais, e apartamentos com pátios comunais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:15

PLÁSTICOS BIODEGRADÁVEIS PODEM NÃO SER TÃO ECOLÓGICOS QUANTO SE PENSA

por Mäyjo, em 21.04.15

plastico_SAPO

Os produtos plásticos rotulados de “biodegradáveis” podem demorar tanto tempo a decompor-se como os ditos plásticos convencionais. Segundo um novo estudo, publicado na revista científica Environmental Science & Technology estes plásticos ditos biodegradáveis não se decompõem a um ritmo mais acelerado que os normais.

O estudo foi liderado por Susan Selke e Rafael Auras da School of Packaging da Universidade Estatal de Michigan, nos Estados Unidos. Durante o estudo, os investigadores simularam a degradação de plásticos em aterros convencionais, monitorizando a decomposição dos materiais ao longo de três anos.

Os plásticos foram cobertos com solo e composto para replicar as condições ideais de um aterro. Quando os plásticos foram desenterrados, a equipa verificou que os alegados plásticos biodegradáveis não mostravam quaisquer sinais de decomposição, tal como plásticos convencionais.

“O objectivo último da biodegradação é decompor totalmente a estrutura molecular dos polímeros, devolvendo o carbono presente no plástico ao ciclo geológico normal do carbono”, explica Susan Selke, cita a ABC. “Mas não encontrámos provas significantes de biodegradação dos materiais do plástico”, sublinha a investigadora.

Perante tais resultados a única solução viável para acabar com o problema dos plásticos em aterros e ambientes naturais, como os ecossistemas marinhos, é aumentar as taxas de reutilização e reciclagem do material.

Foto: Fernanda Pasian / Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55

UNIÃO EUROPEIA PROÍBE IMPORTAÇÃO DE PEIXE PROVENIENTE DE PESCA ILEGAL DO BELIZE, CAMBOJA E GUINÉ

por Mäyjo, em 21.04.15

União Europeia proíbe importação de peixe proveniente de pesca ilegal do Belize, Camboja e Guiné

A União Europeia (UE) vai impor pela primeira vez restrições à importação de peixe proveniente da pesca ilegal em três países. Assim, os Estados-membros vão estar impedidos de importar peixe do Belize, Camboja e Guiné. Adicionalmente, os barcos europeus vão também deixar de poder navegar nas águas destes três países. A imposição depois de a comunidade europeia considerar que o Belize, Camboja e Guiné falharam no combate à pesca ilegal.

Estes três países fazem parte de uma lista de oito nações, identificadas em Novembro de 2012 pela Comissão Europeia, que são acusadas de monitorizarem inadequadamente as suas frotas pesqueiras, não imporem sanções aos praticantes de pesca ilegal e não apresentarem leis para esta situação.

De acordo com a comissária europeia para a Pesca e Assuntos Marítimos, Maria Damanaki, estas medidas “históricas” indicam que a UE deu mais um passo no combate à pesca ilegal. Segundo a comissária, cerca de 11 a 26 milhões de toneladas de peixe são retiradas anualmente do mar de forma ilegal, destruindo os stocks de peixe e causando prejuízos na ordem dos €7.000 milhões a €17.000 milhões.

“Quero que os cidadãos europeus saibam que o peixe que consomem é sustentável, independentemente de onde vem. Estamos a dar passos firmes nessa direcção”, frisou a comissária, citada pelo Business Green. “Espero que esta lista negra sirva de catalisador para o Belize, Camboja e Guiné reforçarem os esforços e trabalharem com a comunidade internacional para acabar com a pesca ilegal”.

Em Novembro de 2013, a Comissão Europeia avisou o Gana, Ilha de Curaçao e Coreia do Sul de que poderiam sofrer de restrições ao comércio se não cooperassem e estabelecessem medidas para acabar com a pesca não regulada.

Foto:  A.Davey / Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02

Visto de cima

por Mäyjo, em 21.04.15

United States Capitol Building

Washington, D.C., United States.jpg

Washington, D.C., United States

38°53′23.29″N 77°00′32.81″W

 

O edifício do Capitólio em Washington, DC, nos Estados Unidos, é a sede do Congresso do país e do poder legislativo do governo federal.

A abóbada do Capitólio, que atualmente está fechado por andaimes (até 2017), passou por inúmeras expansões e restaurações desde que foi construido em 1855. O peso total da cúpula é £ 14.100.000.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09

Exercícios sobre as áreas de fixação humana (cidades)

por Mäyjo, em 21.04.15
  1. Completa a seguinte frase.

“À aglomeração populacional de grande dimensão em que a população trabalha, sobretudo na indústria, comércio e serviços, dá-se o nome de ______________________ “.

  

  1. Completa a frase apresentando um aspecto característico das cidades que nos permite proceder, imediatamente, à sua identificação.

 R.: A existência de edifícios ________________________________________.

 

  1. Completa a seguinte frase.

“À população que vive nos centros urbanos, incluindo as áreas metropolitanas, designámo-la por população ___________________________”.

  

  1. Menciona a palavra que procura traduzir o processo pelo qual o comércio e os serviços vão assumindo, progressivamente, maior importância na economia de um país.

   

  1. Completa a frase de modo a definir taxa de urbanização.

R.: Percentagem de população_________________ em relação à população _______________________.

  

  1. Menciona uma das atividades muito presentes nas áreas rurais.

  

  1. Menciona uma razão que contribui para a crescente concentração da população nas cidades.

 

  1. Observa o mapa 1.

    1.png

     Mapa 1

 

8.1. Identifica o hemisfério onde se prevê um maior número de cidades com tendência para um forte crescimento.

 

  1. Relaciona o nível de desenvolvimento dos diferentes países com o grau de urbanização.

 

  1. Completa a seguinte frase.

“Quando uma cidade de maior importância cresce de tal forma que vai integrando na sua área urbana outras cidades mais pequenas, vilas e até aldeias que anteriormente se encontravam separadas por espaço não construído, dizemos que se formou uma ______________________________”.

  

  1. Observa com atenção o mapa 2.

 2.pngMapa 2

 

11.1. Refere onde se localizam as maiores aglomerações de cidades em Portugal.

 

  1. Completa a frase de modo a indicar uma possível noção de função urbana.

R.: Conjunto de _____________________ exercidas no interior de uma ______________ que satisfazem determinadas necessidades da população.

  

  1. Refere duas funções vulgarmente existentes nas cidades.

R.: A função ____________________ e a função ___________________.

  

  1. Refere como se denomina um espaço, no interior da cidade, onde predomina uma determinada função urbana.

 

  1. Completa a frase de modo a explicar o que é o CBD.

R.: Trata-se do Central Business District, isto é, uma área funcional da cidade com uma forte concentração de _____________________________________ e onde o preço do solo é _____________________________.

 

  

  1. Atendendo às relações entre a cidade e as outras áreas, seleciona a resposta correta.

 16.1. Uma cidade estabelece com as áreas envolventes:

  1. Algumas relações de troca de bens e serviços.
  2. Somente relações comerciais.
  3. Poucas relações.
  4. Relações de interdependência e complementaridade.

 16.2. As migrações pendulares são:

  1. Deslocamentos de pessoas das áreas rurais para as cidades.
  2. Movimentos diários da periferia para a cidade e vice-versa.
  3. Fluxos migratórios resultantes de causas naturais.
  4. Movimentos migratórios sazonais de trabalhadores.

 16.3. As relações de interdependência entre duas áreas existem quando:

  1. Não há trocas comerciais.
  2. Há uma dependência mútua.
  3. Se verificam deslocamentos de pessoas de uma área para outra.
  4. Não há trocas de bens e serviços.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38

Exercícios sobre as áreas de fixação humana (cidades)

por Mäyjo, em 21.04.15

Analisa a figura seguinte e responde às questões que te são propostas, assinalando a resposta mais correta.

 1.png

  1. A explosão urbana mundial é um fenómeno:
  2. a) da segunda metade do século XIX.
  3. b) das duas primeiras décadas do século XX.
  4. c) da segunda metade do século XX.
  5. d) do final do século XX.

 

  1. O grande crescimento das cidades nos países em desenvolvimento é, sobretudo, um fenómeno:
  2. a) da segunda metade do século XIX.
  3. b) da primeira metade do século XX.
  4. c) da segunda metade do século XX.
  5. d) do princípio do século XXI.

 

  1. O crescimento explosivo das taxas de população urbana gera, em regra, problemas muito preocupantes, dos quais se destacam:
  2. a) os fenómenos de criminalidade.
  3. b) a degradação de bairros no interior das cidades.
  4. c) os extensos bairros periféricos pobres.
  5. d) os problemas de circulação automóvel.

  

  1. As áreas de forte concentração urbana, tanto na Europa como na América do Norte, criaram à sua volta cinturas de:
  2. a) agricultura e pecuária intensivas.
  3. b) indústrias extractivas e de indústrias cimenteiras.
  4. c) agricultura extensiva muito mecanizada.
  5. d) criação extensiva de gado, sobretudo bovino.

 

  1. A ocorrência de valores mais altos das taxas de população urbana na Europa do que na Ásia deve-se à:
  2. a) migração dos europeus para os EUA.
  3. b) Revolução Industrial ter ocorrido em primeiro lugar na Europa.
  4. c) existência de maior número de cidades na Ásia.
  5. d) existência de redes urbanas muito equilibradas na Europa.

 

  1. A principal característica da rede urbana de muitos países africanos é:
  2. a) o peso excessivo da capital.
  3. b) o grande número de pequenas cidades.
  4. c) a existência de cidades portuárias.
  5. d) o grande número de megacidades.

 

  1. O continente com taxas mais baixas de crescimento urbano entre 1980 e 2000 é a:
  2. a) América.
  3. b) África.
  4. c) Ásia.
  5. d) Europa.

 

  1. Entre 2000 e 2020, o aumento da população urbana em África e na Ásia dever-se-á, sobretudo, ao:
  2. a) elevado êxodo rural e ao alto saldo natural.
  3. b) peso das migrações entre cidades do mesmo país.
  4. c) êxodo de refugiados causado por calamidades nos países vizinhos.
  5. d) elevado êxodo rural e às altas taxas de crescimento migratório.

 

  1. Actualmente, o crescimento das cidades na Europa explica-se:
  2. a) pela levada imigração.
  3. b) pelo crescimento natural.
  4. c) pelo êxodo rural.
  5. d) pela migração entre as várias cidades.

 

  1. O centro das cidades norte-americanas caracteriza-se pelo seu crescimento em:
  2. a) faixas.
  3. b) número.
  4. c) área.
  5. d) altura.

 

  1. O continente ou subcontinente com taxas de população urbana mais elevadas na actualidade é a:
  2. a) Europa.
  3. b) América do Norte.
  4. c) América Central.
  5. d) América do Sul.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35


Este blog disponibiliza informação com utilidade para quem se interessa por Geografia. Pode também ajudar alunos que por vezes andam por aí desesperados em vésperas de teste, e não só, sem saber o que fazer...

Mais sobre mim

foto do autor


Siga-nos no Facebook

Geografando no Facebook

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D